Livros: A vida em tons de cinza

avidaemtonsdecinzaTítulo: A vida em tons de cinza

Autora: Ruta Sepetys

Gênero: Romance/Ficção

Ano: 2011

Páginas: 236

Editora: Arqueiro

Pontuação:

Sinopse: Lina Vilkas é uma lituana de 15 anos cheia de sonhos. Dotada de um incrível talento artístico, ela se prepara para estudar artes na capital. No entanto, a noite de 14 de junho de 1941 muda para sempre seus planos. Por toda a região do Báltico, a polícia secreta soviética está invadindo casas e deportando pessoas. Junto com a mãe e o irmão de 10 anos, Lina é jogada num trem, em condições desumanas, e levada para um gulag, na Sibéria. Lá, os deportados sofrem maus-tratos e trabalham arduamente para garantir uma ração ínfima de pão. Nada mais lhes resta, exceto o apoio mútuo e a esperança. E é isso que faz com que Lina insista em sua arte, usando seus desenhos para enviar mensagens codificadas ao pai, preso pelos soviéticos. A vida em tons de cinza conta a história de um povo que perdeu tudo, menos a dignidade, a esperança e o amor.

Se eu te pedisse para pensar em um dos acontecimentos mais horrendos da história humana com certeza você me diria que foi o nazismo, e realmente tenho que concordar. Mas a verdade é que além de cruel e devastador o nazismo e todo o terror do holocausto também esconderam outros acontecimentos tão horrendos da mesma época e não tão distante dali, a Ditadura Soviética e todo o horror dos campos de trabalho forçados dirigidos sob o governo de Stalin. Em 1941, a vida de Lina é completamente mudada. Uma menina cheia de sonhos passa a viver um pesadelo nunca imaginado. Sendo levada junto com sua mãe e irmão para um campo de trabalho soviético, Lina vive o horror de uma história abafada por um governo ditador e uma sociedade amedrontada pelos horrores daquela época. Lina é questionadora, incansável em buscar por respostas e por salvação, inconformada com a situação, ela quer voltar para casa e não irá desistir disso. Porém ao passar do tempo Lina percebe que em meio aos horrores a esperança e o amor são as estratégias para sobreviver.

Nós estávamos no fundo do oceano, mas ainda assim tentávamos alcançar o céu.

Lina encontra nas pessoas foça para continuar. Acaba então percebendo que existe pequenas alegrias em momentos de dor e até mesmo um primeiro amor em lugares inusitados. A vida em tons de cinza mostra que mesmo em circunstâncias desumanas e trágicas, mesmo perdendo tudo o que tem,vivendo com pessoas diferentes e amedrontadas, a fé, esperança e o amor nos geram força. A história de um povo que perdeu tudo, menos a dignidade, a esperança e o amor. Para construir os personagens de seu romance, Ruta Sepetys foi à Lituânia a fim de ouvir o relato de sobreviventes dos gulags. Este livro descreve uma parte da história muitas vezes esquecida: o extermínio de um terço dos povos do Báltico durante o reinado de horror de Stalin. Para Estônia, Letônia e Lituânia, essa foi uma guerra feita de crenças.

Esses três pequenos países nos ensinaram que a arma mais poderosa que existe é o amor, seja por um amigo, por uma nação, por Deus ou até mesmo pelo inimigo. Somente o amor é capaz de revelar a natureza realmente milagrosa do espírito humano. Ruta Sepetys

Uma história linda e emocionante que vale a pena ser lida e passada a diante

Por Julieta: Camila Matias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s